11 de agosto de 2017

Medo de amar

Experiências anteriores mal sucedidas, amores mal resolvidos ou somente estamos generalizando situações e nossos próprios sentimentos? Mas não é apenas isso, estaríamos generalizando também o amor.
É verdade...o amor machuca. Amar dói. Mas qual o problema? Quem nunca se jogou em uma relação e acabou se frustrando, se ferindo?
Quem nunca sangrou?
Eu não vejo nenhum problema nisso, sabe por quê? Já me feri tanto com as pessoas que não me amavam, já me decepcionei tanto que hoje não vejo nenhum problema de sangrar um pouquinho mais....
E acredite, eu luto até o fim pelo que acredito e se por um momento desacreditar....bem, você vai saber!
Eu tenho, você tem, todos nós temos aquela pessoa que nos magoou tanto que ainda hoje a cicatriz não se fechou e você sempre lembrará.
Lembrará não por que você queira, mas por que está em você. Não sabe como e o porquê, mas ele(a) estará lá!
Nem com toda essa dor que possui ai dentro não devemos bloquear nossos caminhos, não se foge do amor. Quando nos magoamos prometemos não amar mais né?! Então acabamos não nos entregamos. O medo nos envolve. A única saída é procurar amores fáceis, tranquilos, que não magoam e não aceleram o coração, aqueles amores que nem saudades sentimos....isso tudo se resume no medo de amar. Medo de amar novamente.
Amar é complicado, mas a coragem supera. Não depende de sorte, depende de nós mesmos.
Sabe, eu era uma garota viciada em decepcionar pessoas, até te encontrar e perceber que a única vontade que eu tinha era a de te falar o quanto eu te amava a cada abraço, a cada sorriso seu e isso me assustava garoto.Me assustava muito!
Lembra daqueles livros que eu amava ler? Livros sobre amores impossíveis. Amores que não existem e nunca vão existir, mas que eu fingia acreditar para mim mesma.
Amar é aceitar o outro, mesmo que esse outro alguém acredite em conto de fadas...

10 de agosto de 2017

Refém do seu beijo

Foi nessa hora que eu senti um frio percorrer em minhas veias.
O seu beijo me conquistou de uma forma radiante, e por mais de duas horas eu fiquei ali te admirando e você olhou pra mim tambem que eu vi.
E vou te confessar, as vezes eu acho que desse jeito não vai rolar, mas você vem e me chama de amor...
...mas como em um impeto minha covardia te afastou de mim!
E assim fico refém do seu beijo e desse nosso chamego gostoso{...}


1 de agosto de 2017

My Boo (meu namorado)

MY BOO
Encontro-me nessa floresta.
Não sei explicar como vim parar aqui, a última lembrança que tenho foi aquele beijo em que me tirou toda a minha respiração, e como um entardecer em meio tempestade e trovoadas tudo se tornou escuro e pude sentir espinhos encravando em minha pele vagarosamente.
Pergunto-me mais uma vez, mas minha mente se recusa a me dá uma resposta nítida...tento mais uma vez, estou cada vez mais confusa.
Ouço ruídos...de onde vem essa música?
-Por favor, pare! Não quero mais ouvir essa melodia! Ouço meu próprio eco, ninguém me responde e mais uma vez me encontro desesperada em meio a soluços.
Era a nossa música my Boo...
E de repente começo a lembrar...lembro de você. Lembro aos poucos da nossa história...
Lembro-me dos seus olhos, ...eram eles que davam luz aos meus, mesmo nos dias mais sombrios. Mas você se foi e quando voltou você já não era você. Você foi ficando indiferente em meio a cada dia, até que ficou irreconhecível. Em que Ogro você se tornou my boo?
Você me tornou uma princesa, era meu par em bailes. Meu único par My Boo..., mas você se foi e me deixou aqui te esperando nesse silêncio perturbador.
Esse silêncio roubou de mim todas as minhas lembranças. Todas as nossas lembranças. E nossos sonhos? Não, não são mais nossos. São seus, você também os levou.
Não me peça para ser seu par essa noite My Boo, eu me tornei inalcançável, inalcançável como uma daquelas estrelas que ficávamos olhando embaixo a árvores em noites em que desejávamos apenas a companhia um do outro, onde isso já era o suficiente.
Me perdoa My Boo por ir e não me despedir. Eu não tive a oportunidade. Não me culpe.
Só tinha você My Boo e você não estava lá para segurar a minha mão quando senti aquelas dores, mas foi o seu nome que eu gritei em meio a meu desespero.
-My Boo! My Boo! Me ajuda My Boo!
...e minhas lágrimas secaram e junto com ela meu corpo desfaleceu e você perdeu a oportunidade de se despedir e eu a de te falar o quanto você era importante para mim.
Você era um Ogro mas era quem me completava.
Guarde com você nossa música e nossas lembranças.
                                             
                                                       Da sua Princesa,


25 de julho de 2017

SEJA ESTRANHO

Primeiramente não se sinta....
Não sinta mais nada, nenhum tipo de sentimento.
Rasgue tudo da sua vida, desde o que já foi até o que o já foi idealizado.

Esqueça de tudo. Esqueça de você.
Não goste de fazer absolutamente nada. Seja automático. Faça tudo no automático.

Não saia de casa e se isso não for possível saia de casa mas tudo seu ficará preso lá a sete chaves.
Se alguém te perguntar?

Ah, sempre tem os entrosados...mas esses são os de menos, apenas dê aquele velho olhar vago e continue caminhando ignorando tudo em sua volta até os mínimos ruídos, afinal você não escuta, não fala...Você não responde!
Lembre-se, você está la trancado á sete chaves.
Não esqueça disso.


24 de julho de 2017

QUASE UM ULTRAJE

Esse medo que nos contamina por dias é o mesmo que nos aproxima por horas tão amáveis.

Gostaria de está no teu abraço, sentir sempre o teu calor quando eu sentisse saudades ou mesmo sentisse a sua falta mesmo sendo por um gesto de egoísmo, de te querer sempre comigo.

Eu não quero ser egoísta, mas as vezes acabo sendo simples detalhes, o mais bobo, aquele que você já conhece e que convivemos.
Você não gosta desses ciúmes bestas, você quer que sua mulher confie em você e que te apoie e demonstre na mesma proporção, pois o amor é isso.É amar e confiar um no outro.

Ficar longe não queremos, mas muito perto também ás vezes é destruidor.



22 de julho de 2017

'♡Hoje'

E hoje eu acordei com aquele ciúme de você, tá me dominando mesmo eu tentando afastar.
Poderia fingir que meu mundo é de papel, poderia deixar que me levasse e não me importar com a solidão quando está ausente.
Hoje até consigo ser mais branda e não me envolver tanto com essas sensações, mas não é sempre que isso acontece.
Não gosto quando vai dormir em outros lugares, quando fica em meio à mulheres que têm interesses com você, e a sensação não é Boa
O ciúme domina essas situações.

Eu posso sim sair também com os meus amigos e acredite não esqueço de ti quando estou com qualquer uma outra pessoa.
Mas são coisas do coração{...}

21 de julho de 2017

Sinto-me vazia.
Não por não me preencher mas por eu não me sentir completa e um pouco distante, distante de tudo.
Hoje sou diferente de tudo o que fui já um tempo atrás, mas ainda sou aquela que quando te ver partir ainda sente a vontade de ir junto.
{...}
Talvez as minhas vontades você não as entenderia, talvez entenda as mais obscenas...